quarta-feira, 1 de abril de 2009

Dicas de usados: Volkswagen Golf

Modelo é referencia entre os hatch médios e é uma boa escolha nos usadospara quem quer status ao volante
Texto:Quatro Rodas
Um trecho de uma reportagem da QUATRO RODAS de fevereiro de 2004 é a perfeita síntese do que é ter um Golf 1.6. "Se você não se intimida com o preço do seguro e aprecia uma condução mais esportiva, o Golf pode ser o seu número. Sua estabilidade merece aplausos em pé. Todo motorista deveria dirigir um de tempos em tempos para ajustar seus parâmetros sobre o que é boa dirigibilidade." Sem dúvida, é mesmo um carro para quem gosta de estar atrás do volante, trocando marchas milimetricamente precisas, empurrado por um motor de funcionamento suave e embalado por uma suspensão equilibrada. Basta torcer que você tenha um bom perfil para enfrentar seu seguro caro, que pode custar o dobro dos rivais Stilo e Astra. Por isso, nunca faça a loucura de comprar um Golf sem fazer antes uma cotação. A versão que você vê na foto acima é a quarta geração, que chegou ao Brasil ainda como importada em 1998, vinda da Alemanha. O carro era vendido em três versões: 1.6 com motor SR, de 101 cavalos, 2.0 (116 cavalos) e 1.8 GTi Turbo (150 cavalos), sempre com quatro portas.
A partir de 2000 passou a ser produzido no Paraná e, em 2001, o 1.6 ganhou o motor nacional EA-111, que fez a fama do Golf com o bom torque em baixas rotações - junto veio o acelerador eletrônico. A linha 2001 trocou a cor dos piscas laterais: sai a lente branca, entra a âmbar. É nesse ano que surge o GTi de duas portas. Em 2002 a VW lançou o GTi com 180 cavalos e opção de câmbio automático Tiptronic. Foi um ano de várias séries especiais, como Trip 1.6, Generation 1.6 e Black and Silver 1.6 e 2.0. Também foi quando a linha 2.0 ficou mais "pelada", com o fim do trio elétrico e ar-condicionado de série. Nem adianta procurar pelo motor flex, que chegou em março deste ano.
Entre tanta variedade, o melhor é investir no 1.6 com motor AE111: tem melhor relação custo/benefício, conjunto mecânico mais equilibrado que o 2.0, oferta mais variada e maior facilidade de revenda. O 1.6 com motor SR também tem boa aceitação. Para quem tem vocação esportiva, o GTi é uma boa opção, exigindo o cuidado de checar o estado das rodas e da parte inferior, um busca de marcas de maus tratos. Procure por sinais de repinturas, pois sinistros no GTi são mais comuns do que se imagina.
Outra vantagem do Golf: é o hatch médio com a maior oferta de câmbio automático. Enquanto o Stilo não tem e no Astra só foi oferecido a partir de 2002, no Golf existe desde o início da produção, com o motor 2.0.
Preço dos usados (em média)*

2000 1.6 Mi - 24800 2.0 Mi - 26600 1.8 Turbo - 34100
2001 1.6 Mi - 25850 2.0 Mi - 28800 1.8 Turbo - 37600
2002 1.6 Mi - 28480 2.0 Mi - 31000 1.8 Turbo - 40700
2003 1.6 Mi - 32200 2.0 Mi - 34000 1.8 Turbo - 53500*
2004 1.6 Mi - 34500 2.0 Mi - 37100 1.8 Turbo - 63400* *Versão de 180 cavalos
Preço das peças
ORIGINAL Jogo de pastilhas dianteiras - 432 Pára-choque dianteiro - 421 Amortecedor dianteiro - 654 Farol dianteiro - 732 Espelho retrovisor externo - 743
PARALELO Jogo de pastilhas dianteiras - 110 Pára-choque dianteiro - 250 Amortecedor dianteiro - 155 Farol dianteiro - 345 Espelho retrovisor externo - 280

Um comentário:

  1. ola amigo com saber se o motor do golf 1.6sr ano 2001 e nacional ?

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar. Seu comentário é muito útil e importante para que esse blog seja atualizado. Porém existe algumas coisas que devem ser bem claras para os comentários:

-Não use palavras de baixo calão (se possível, abrevie-as)
-Os comentários são moderados, portanto seja educado com os comentários.
-Comentários com perguntas serão respondidas nos comentários no blog.
-Não são permititidos comentários anônimos.